Densitometria óssea

O que é?

A densitometria óssea é método de imagem, com baixa radiação, seguro, rápido, não invasivo, no qual a densidade mineral óssea é medida e comparada com padrões para idade e sexo, permitindo verificar a diminuição da massa óssea, levando ao diagnóstico precoce de osteopenia ou osteoporose,  indicando o risco de fraturas e auxiliando no tratamento médico.

Como é realizado?

O exame é realizado em um densitômetro, pela técnica por emissão de raios-x de dupla energia, onde  o paciente é posicionado deitado em uma cama, sendo feito uma varredura em sítios específicos do seu corpo, que são a coluna lombar, fêmur proximal, antebraço e corpo inteiro.

Qual o preparo do exame?

–  Suspenção do suplemento de cálcio no dia do exame.

– Caso tenha sido submetido a algum exame o qual tenha feito uso de contraste baritado, iodado ou radiofármaco, aguardar uma semana.

Existe alguma contraindicação para o exame?

– Este exame não deverá ser realizado em grávidas ou em mulheres de suspeita de gravidez.

– Em pacientes acima de 150 kg, pela limitação do aparelho.

Quais são as indicações deste exame?

– Mulheres com idade ≥  a  65 anos e homem com idade ≥  a 70 anos.

– Mulheres > 40 anos, na transição menopausal e na menopausa.

– Mulheres interrompendo terapia hormonal (TRH).

– Homens com idade > 50 anos , com fatores de risco de fratura, como sedentarismo, etilismo ou tabagismo.

– Indivíduos com antecedente de fraturas por fragilidade.

– Indivíduos com baixo IMC.

– Pacientes com condições clinicas ou submetidos a tratamentos medicamentosos que associados a baixa massa óssea.

– Índivíduos para os quais são consideradas intervenções farmacológicas para osteoporose.

– Seguimento do tratamento e da evolução da osteoporose diagnosticada.

– Pacientes receptores de transplante de órgãos ou submetidos à cirurgia bariátrica.

– Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento ósseo em crianças e adolescentes.

DXA – COMPOSIÇÃO CORPORAL

O que é?

A densitometria óssea é um método de imagem, com baixa radiação, seguro, rápido, não invasivo, no qual é feita a avaliação da composição corporal, nos permitindo quantificar a massa magra, massa gorda, massa óssea, IMC, bem com a taxa A/G, taxa metabólica basal e tecido adiposo visceral e também a quantificação da composição corporal por regiões, tais como braços, pernas e tronco.

Como é realizado?

O exame é realizado em um densitômetro, pela técnica por emissão de raios-x de dupla energia, onde o paciente é posicionado deitado em uma cama, sendo realizada uma varredura do corpo inteiro.

Qual o preparo do exame?

–  Jejum de 4 horas ou em pacientes com insuficiência renal crônica, logo após a realização da diálise.

–  Suspenção do suplemento de cálcio no dia do exame.

– Caso tenha sido submetido a algum  exame o qual tenha feito uso de contraste baritado, iodado ou radiofármaco, aguardar uma semana.

Existe alguma contraindicação para o exame?

– Este exame não deverá ser realizado em mulheres grávidas ou suspeita de gravidez

– Em pacientes acima de 150 kg, pela limitação do aparelho.

Quais são as indicações clinicas deste exame?

– Distúrbios alimentares e avaliação de obesidade.

– Insuficiência renal crônica.

– Avaliação do risco de doenças cardiovasculares.

– Medicina desportiva.

– Pós-fraturas (perda de massa muscular)

– Lipodistrofias (deficiência de GH, SIDA, hipotireoidismo).

– Pacientes receptores de transplante de órgãos ou submetidos à cirurgia bariátrica.

– Monitorização de massa magra e massa gorda.

– Estudo do crescimento e desenvolvimento ósseo em crianças e adolescentes.

Por Dra. Maria Cristina Alencastro Rebello

Fique por dentro das últimas notícias

Open chat