Mamografia: O Que Você Precisa Saber

O câncer de mama é o tumor mais comum em mulheres no Brasil e no mundo, sendo a principal causa de mortes por câncer em mulheres. A mamografia é um excelente método para a detecção precoce desse câncer e faz parte dos exames femininos de rotina. A seguir, vamos responder a alguns questionamentos frequentes de nossas pacientes.

O que é a mamografia?

A mamografia é um exame que utiliza raio -X para a formação das imagens, onde cada mama é comprimida em duas posições no mamógrafo para gerar as incidências básicas. Existem ocasiões em que mais imagens são necessárias, como no caso de mamas com implantes ou próteses de silicone e em ocasiões em que há uma área que precisa ser mais bem avaliada.

Muitas mulheres se preocupam muito com a dor na hora da realização do exame, mas é  importante explicar que não há motivos para tanta aflição. A inovação tecnológica permitiu a fabricação de mamógrafos mais anatômicos, e, portanto, mais confortáveis para as pacientes. Além disso, a mamografia é um exame rápido, em que a compressão mamária é bem tolerável pelas pacientes e, na maioria das vezes, só precisa ser realizada uma vez ao ano.

Por que a mamografia é importante?

Porquediversos estudos demonstraram que a mamografia, quando realizada periodicamente em mulheres assintomáticas a partir dos 40 anos, é o único exame capaz de reduzir o número de mortes por câncer de mama, o que constitui o principal objetivo do rastreamento deste câncer.

Quando a mamografia é realizada anualmente, é possível realizar o controle evolutivo das imagens, detectando precocemente qualquer alteração que venha a aparecer. Isso aumenta a probabilidade do diagnóstico precoce do câncer de mama, que em fase inicial possui maiores chances de ser tratado de forma efetiva e menos agressiva, gerando grandes benefícios à paciente.

Quando preciso começar a realizar a mamografia?

– Para as mulheres assintomáticas, as principais sociedades médicas  recomendam rastreamento com mamografia anual, iniciando aos 40 anos e terminado aos 75 anos.

– As mulheres com queixas mamárias devem procurar um médico especialista para realizar os exames necessários ao diagnóstico do seu quadro clínico, o que pode incluir mamografia, mesmo que a paciente tenha menos de 40 anos, mas não é recomendável antes dos 30 anos.

– Mulheres com risco aumentado para desenvolver câncer de mama (o que é avaliado em consulta médica, levando em consideração o histórico de câncer de mama em parentes de primeiro grau, mutação genética e outras particularidades) devem começar o rastreamento mais cedo, o que pode incluir mamografia antes dos 40 anos de idade. Texto escrito por Dra. Ana Karina de Ataide Feitosa. CRM-DF 17.435

Fique por dentro das últimas notícias

Open chat